Informações diversas e actuais de interesse a respeito da paróquia de LAGEOSA DO MONDEGO - Celorico da Beira, distrito da Guarda

quinta-feira, novembro 03, 2005

VALE DE AZARES 30-10-2005: MISSA SOLENE DO Pe. ANTÓNIO CARLOS SABEIS PORQUE SOU PADRE? EU SEI! TENHO CERTEZA...


Sou Padre porque Deus quer e não por mérito meu… Isto para mim é claro…
Acredito que Deus me quer ao seu serviço como padre por três motivos…

1- Deu-me a família que tenho…
(cristã, empenhada no trabalho, solidária…sólida)
Sem a família que tenho, sem a educação que recebi em casa dificilmente conseguiria chegar a ser o que hoje sou. Tenho a grande felicidade de ter uma família que sempre respeitou as minhas opções… sempre me ajudou a crescer integralmente e sempre procurou dar-me todas as condições para que eu seja autenticamente feliz! Sem pressões… Tenho a grande felicidade de ter uma família que sinto como “porto seguro de abrigo” onde me sinto amado e verdadeiramente feliz. Os padres não surgem por geração espontânea… surgem quando têm sólidas raízes assentes em famílias que podem ser simples…iletradas até… mas famílias que se amam e tudo fazem para todos e cada um dos seus membros serem autenticamente felizes.

2- Sou padre porque tive a sorte de ter uma educação no Seminário .
– Uma educação sólida e fraterna! Teria muito de agradecer a todos aqueles e aquelas que se entregam à causa dos Seminário! É uma educação exigente mas autentica. Agora, entando como estou no Seminário do Fundão, é que valorizo autenticamente o trabalho, a dedicação e o amor à causa de todos os que no seminário me ajudaram a crescer e a desenvolver as minhas capacidades.
3- Sou padre porque muita oração fizeram por mim e sempre fui muito bem acompanhado pelos meus párocos.
Outro dos motivos principais… outro dos segredos de eu ser padre é o facto de sempre ter sido acompanhado pela oração de muita gente! Eu sei que aqui… na minha terra (Vale de Azares) sempre houve gente (humilde e de forma anónima) que muito rezou por mim! Muita gente, de forma diária rezou por mim… para com essas pessoas tenho uma divida de gratidão imensa! Sempre me consolou imenso saber que estava acompanhado pela oração de muita gente… Obrigado! Muito obrigado. Tenho também uma divida imensa de gratidão pelos padres que por esta nossa terra passaram… O exemplo impressionante do Pe. Araújo, a amizade autentica e profunda do Pe. Freire jamais posso esquecer! O meu sonho de menino era… quando fosse grande falar bonito como o Senhor padre da terra.
Com esta homilia de certo que o meu sonho ainda não se cumpriu totalmente! Por isso continuo a precisar da vossa presença pela oração e pela amizade. Espero que um dia alguém, depois de me ouvir, possa dizer que também ele quer falar bonito como o Senhor padre. Sou sacerdote… estou ao serviço desta diocese da Guarda.
O caminho da felicidade não está no fim da jornada, mas sim em cada curva do caminho que percorremos para a encontrar. Que nas curvas e contra curvas da minha vida sempre consiga dizer que o amor não se conjuga no passado: O amor a Jesus Cristo não pode ter passado ou se ama para sempre, ou nunca se amou verdadeiramente.
Meu Deus eu quero para a minha vida o que Tu queres…
Em Ti confio plenamente e a Ti me entrego sem reservas!

2 comentários:

romeiro disse...

Estas palavras incomodam.Tão jovem e tão cheio de certezas... Náo tenho fé mas...felicidades pra ele..

freefun0616 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.