Informações diversas e actuais de interesse a respeito da paróquia de LAGEOSA DO MONDEGO - Celorico da Beira, distrito da Guarda

sábado, janeiro 28, 2006

Ainda há lepra em Portugal (cerca de 1000 leprosos)

A lepra é uma doença muito antiga e a sua expansão deve-se às conquistas, cruzadas e colonizações entre diferentes continentes e países; é uma doença bacteriana crónica da pele, dos nervos das mãos e dos pés e das membranas do nariz. O doutor norueguês Armauer Hansen descobriu em 1876 o bacilo responsável da lepra: o Mycobacterium Laprae.
Qualquer pessoa pode contrair a doença, mas não se contagia tão facilmente como se pensava anteriormente. Os sintomas podem aparecer depois de passados vários anos da infecção, já que o período de incubação da doença é muito grande (de 2 a 7 anos); um dos primeiros sintomas é a insensibilidade à dor. As zonas insensíveis adquirem uma cor diferente à do resto da pele. Aparecem frequentemente paralisias musculares e fragilidade nos ossos, especialmente nos dedos das mãos e dos pés. Outro dos sintomas, mais tardio, é a distorção facial, a que se designa “cara leonina”.
A lepra continua a afectar muita gente e permanece como sinónimo de segregação social. Em Portugal, existem ainda cerca de 1000 leprosos. O seu tratamento, à base de antibióticos específicos, implica mais que uma droga durante um tempo muito prolongado, que vai desde meses a anos.
O tratamento de um leproso na fase inicial é de € 25... Neste dia Mundial dos Leprosos vamos contribuir na luta contra esta terrível doença e demonstrar que solidariedade social é todo o ano...
Visite o site da APARF (www.aparf.pt), e veja por si o que esta doença pode causar e qual a melhor forma de poder ser solidário com os leprosos.

1 comentário:

freefun0616 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.